23 de nov de 2011

Dos acordes...





E de pensar assim meu coração aquece
Como quando nessa cama teus pés entrelaçam-se aos meus e destroem o frio
Tua respiração me leva a esquecer que tenho um corpo além daquilo que tocas
Tu me tocas
Um violão desacordado cantando músicas de apenas duas notas, que manuseias só de olhar
Tu me adivinhas,
Por saber do que gosto antes mesmo de mim
Mulher, música....cigana!

Imagem do site Canto Cigano

17 de nov de 2011

Do saber às escondidas..


"Não sei o que está acontecendo comigo, diz a paciente para o psiquiatra.
          Ela sabe.
Não sei se gosto mesmo da minha namorada, diz um amigo para o outro.
          Ele sabe.
Não sei se quero continuar com a vida que tenho, pensamos em silêncio.
          Sabemos sim.
(...)
A verdade grita. Provoca febres, salta aos olhos, desenvolve úlceras. Nosso corpo é a casa da verdade, lá de dentro vêm todas as informações que passarão por uma triagem particular: algumas verdades a gente deixa sair, outras a gente aprisiona. Mas verdade é só uma: ninguém tem dúvida sobre si mesmo.
(...)
Eu não sei se teria coragem de jogar tudo para o alto.
         Sabe.
Eu não sei porque sou assim.
          Sabe."


Martha Medeiros- Montanha Russa.
Bela cópia do Blog da Teresa, o "Acolher com Amor"
Imagem do "Twist"

8 de nov de 2011

Hoje...



Hoje e tão somente hoje eu preciso de roçar-me em tua pele.
Tão somente hoje tenho ânsia de seus beijos, de seu toque e da sua brandura.
Tão somente hoje tu me cabes na minha insuficiência, na minha falta e tão somente hoje tu és meu ímã, todo o metal que em mim habita puxas e nada mais sou que, tão somente hoje, precisão de ti.

Imagem retirada do Fotolog